Um trechinho do livro

boneca sombra PB

“Eu gostaria de ser só um corpo, já ocupado demais com a função de sobreviver, de se alimentar, de buscar um abrigo,
de subsistir. Mas acontece que eu tenho uma cabeça, meu Deus, que chega a ser maior que o meu corpo. Que me torna
tão consciente de mim a ponto de tornar sem sentido todo o esforço do corpo. Por ter essa cabeça assim tão grande, a dimensão de toda a labuta do corpo torna-se sem significado. Os dois jogam em times opostos. Eu sou a corda puída, o músculo estirado que restou desse embate. Eu sou o elástico esgarçado que perdeu a capacidade de se recompor. Meu Deus!” (O Ser-se).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s